PROFESSORES        
 
 
         
 
 
   
   
   
   
   
   
   
   
   
   
   
   
   
 

PAULO PIXU é natural de São Paulo. Músico percussionista, baterista, compositor com atuação em bandas, orquestras, grupos de dança, grupos de teatro, gravações em discos, vídeos e programas de televisão.

Vem acompanhando diversos artistas, sendo alguns deles Elba Ramalho, Fernanda Porto, Rodrigo Sater, Mirian Mirah, Lula Barbosa, Yasir Chediak, Dinho Nascimento, Zerró Santos, Vera Figueiredo, Maestro Chu Viana entre outros. No teatro trabalhou com José Celso Martinez Correia, Cristiane Torloni e Beatriz Azevedo.

Excursionou com a Banda Mafuá, da qual foi um dos fundadores, pela Suíça, no Montreux Festival, além de shows na capital Genebra e em Lisboa, Portugal. Com Montserrat, cantora das Ilhas Canárias, excursionou pelo Japão, Estados Unidos e regiões Norte, Nordeste, Sul e Sudeste do Brasil.

Com o grupo de teatro do TUCA, em São Paulo, atuou como músico solista e autor da trilha na peça “Os Pássaros se vão com a morte” de Edilio Peña. No musical Peripatético de Beatriz Azevedo, participou como músico e ator, sendo autor da trilha para percussão do poema homônimo da autora apresentado na cidade de Nova Iorque, nos Estados Unidos da América. Com Cristiane Torloni participou como músico no espetáculo da Paixão de Cristo em Pernambuco na cidade de Nova Jerusalém.

Produtor musical, participou da gravação dos discos das bandas Mafuá e Baião de 4, o disco 23 de Jorge Benjor; Ser-Um-Mano de Dinho Nascimento; Cultura de Resistência do projeto Treme Terra e do disco do Duo Afro 2 onde também é compositor e músico percussionista. Ao lado de Lili Flor, trabalha como músico-ator harmonizando música e textos trabalhando com muitas canções e brincadeiras cantadas.
 
Atualmente, é professor de percussão da escola IBVF Brasil, tendo participado do Batuka! Beat, ministrando masterclass.

 
         
           
IBVF | 2010 - 2020 © Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Tramela.

APOIO CULTURAL